Homofobia e 'baixaria' na política brasileira - Formigueiros.com
Formigueiros

Homofobia e ‘baixaria’ na política brasileira

Como se diz por aqui, esses ‘barracos’ dos políticos brasileiros são ‘a cara da favela’. Diz-se que na favela é onde tem o povo sem educação, que xinga e bate boca com os outros no meio da rua, mas (na minha opinião) o exemplo vem de cima: os políticos do nosso país.

politica

E é briga de ‘peixe grande’, nada mais nada menos que o governador do Mato Grosso do Sul e o ministro do Meio Ambiente. Em uma dessas famosas reuniões (ou feiras livres), o governador André Puccinelli (PMDB) atacou de forma grosseira e preconceituosa o ministro Carlos Minc chamando-o de ‘veado e fumador de maconha’. Além disso, o governador do Mato Grosso do Sul afirmou que se Carlos MinC participar da Meia-maratona Internacional do Pantanal (a ser realizada no dia 11 de outubro no Estado), ‘eu corro atrás dele e o estupro em plena praça pública’, arrancando risos dos presentes. Segundo Puccinelli, era só uma conversa informal entre empresários, e na hora que se conta piadas se fala besteiras como essas’ e pediu desculpas publicamente.  Carlos Minc não quis conversa: ‘Ele perdeu o controle e mostrou seu verdadeiro eu de forma desassombrada, demonstrando preconceito…Na verdade essas pessoas agridem algo que existe dentro delas próprias e não aceitam’. E mais: ‘Ele que saia do armário tranquilo, pois nós defendemos todos os homossexuais, assumidos ou enrustidos’. É, pessoal… Informal ou não, deve-se sempre respeitar o espaço do outro. Fora isso é estímulo à criminalidade. É importante ler e reler certas situações para que possamos fazer bem nossas escolhas nas próximas eleições…

Categorias: Política
Tags: , , , ,
setembro 23, 2009 | Por Arteira | 2 Comentários

2 Comentários to “Homofobia e ‘baixaria’ na política brasileira”

  1. ronaldo sandim:

    o governador do meu querido estado é um sujeito truculento,sempre foi,dessa vez exagerou…

  2. ronaldo sandim:

    o governador andré é um sujeito desequilibrado,foi vergonhoso..

Comente