A morte de Michael Jackson: uma reflexão! - Formigueiros.com
Formigueiros

A morte de Michael Jackson: uma reflexão!

“…E se assim aconteceu (a fatalidade) foi talvez porque tenha sido a única maneira de ele verdadeiramente encontrar a paz…”

Ser artista é uma profissão louvável. Não basta apenas ter talento, tem que ter ‘sangue de barata’. Você se torna um boneco em uma vitrine, tendo  sua vida exposta para que os passantes determinem se você é vulgar, sexy ou até mesmo ‘comedor de criancinhas’. Peguemos como exemplo o ator Rodrigo Lombardi. Até bem pouco tempo atrás ele fez um papel de um mágico na novela Bang Bang, da Rede Globo. Passou despercebido. Alguns até o achavam meio ‘desmiligüido’. Agora ele é galã e sexy. Não paro de receber e-mails dele de calção de banho, com o corpo sarado todo molhado e os suspiros da mulherada transcritos nos textos e imagens. A mídia faz do artista o que ela quer e a massa segue…

Michael Jackson

Com Michael Jackson não poderia ser diferente. Quanto mais sucesso e dinheiro, mais polêmica. Era apenas um artista que fugia dos seus fantasmas da infância e que, a cada ano, tornavam-se mais maduros e mais cruéis. Inicia-se nos abuisos que sofreu quando criança, na forma como era ‘adestrado’ pelo seu pai.

Mais tarde veio a polêmica da cor. Muitos o acusaram de preconceituoso, pois não se assumia negro. E quem pinta ou alisa o cabelo? Quem faz bronzeamento artificial pra ficar moreno? São preconceituosos? E as lipos? O botox? Qual o crime em se modificar? O artista vive da aparência. Não imagino o sucesso que, por exemplo, o Reynaldo Gianechini faria se fosse um barrigudo. Será que Michael Jackson teria feito tanto sucesso se fosse negro com manchas brancas pelo corpo? Ele não teria sofrido preconceito nosso?

Outra coisa bem interessante na vida do artista é a visibilidade. Já notaram como basta ser famoso para aparecer filhos desconhecidos e processos sem fim? Um exemplo recente foi o do ator Keanu Reeves, onde sua ‘amiga de infância’ apareceu com quatro filhos maiores de idade e afirma serem do ator. Agora ela o processa e quer que ele pague o valor retroativo à infância dos filhos que ele nem sabia que existiam e, diga-se de passagem, nem sabe se são dele mesmo. Com base nisso, por que então é tão fácil acreditar que os abusos contra as duas crianças foram verdadeiros, já que não houve prova alguma (até onde sei, o que houve foi um acordo milionário, e o pai do garoto aceitou)? Deixa eu deduzir: Porque ele tinha dinheiro? Porque gostava de crianças? Pela vida polêmica? Isso apenas ratifica que o artista é o que a mídia faz. E nós, o público, estaremos sempre prontos para jogar a primeira pedra e batermos o martelo. A primeira impressão (ou reportagem) é a que fica.

A TV vive do ibope. A forma como os temas são abordados (aumentados ou supersensacionalizados) é o que paga quem trabalha com os veículos de comunicação. Essa é a função da mídia, não a critico. Critico-nos sim como sociedade, pois cremos em tudo o que a TV nos fala (muitas vezes até informações vagas, para cumprir programação) sem pesar prós e contras, e usamos isso como arma poderosa para ferir pessoas e transformar sonhos em pesadelos. O que realmente sabemos sobre a vida desses artistas?

Aos que pensam de maneira diferente, recebem todo o meu respeito. A idéia não é defender ou julgar qualquer artista que seja, e sim, trazer uma reflexão sobre como temos formado nossas idéias e pensamentos.

Categorias: Formigueiros
Tags: , , , , ,
junho 29, 2009 | Por Arteira | 7 Comentários

7 Comentários to “A morte de Michael Jackson: uma reflexão!”

  1. lindiane borges marques:

    poxaa tó muitoo tristee pela morte dee meum idoloo elee era exatamentee o cara ki euu amava depois dee minha familia veii as melhores musicas são o delee.
    elee poderia ter mil defeitos mais mesmoo assim ele tava lá emm cima.. LUTO por Michael Jackson …

  2. Juliana:

    Adorei as suas colocações. Texto muito bem pensado e muito bem escrito. Parabéns!

  3. luana:

    Parabéns… Foram muito bem colocas as palavras e argumentos do seu texto.
    A minha opinião é que a midia sensacionalista tem uma parcela de culpa na morte dele, talvez se tivessem elogiado o trabalho dele como estão fazendo agora e não falado e feito suposições sobre a vida pessoal dele, ele teria se reerguido e teria um motivo a mais pra voltar aos palcos.
    Ele foi um gênio e como todo gênio não foi compreendido!
    Tudo o que ele precisa era ser visto pelas suas qualidades e não julgado pelos seus defeitos.
    Finalmente ele descanso…

  4. This Is It: A nova música de Michael Jackson [letra e tradução] - Formigueiros.com:

    […] presente para as crianças de todas as idades, a canção This Is It, do astro Michael Jackson, foi lançada à meia-noite deste dia 12 de outubro de 2009. Trata-se de uma canção inédita do […]

  5. Trilha sonora do filme This Is It - Formigueiros.com:

    […] assunto mais ‘badalado’ do ano é, indiscutivelmente, a morte de Michael Jackson e todas as demais notícias provenientes deste fato. Esta semana, fãs do mundo inteiro sentiram o […]

  6. Saiba mais sobre Mariah Carey… | Formigueiros.com:

    […] claro). Os erros sempre são enfatizados. Isso me faz lembrar de um texto que escrevi que sugeria a reflexão sobre a mídia. Acho importante conhecer o outro lado da moeda. O lado que a mídia não faz questão de explorar, […]

  7. Retrospectiva 2009: Fatos marcantes no Brasil e no mundo | Formigueiros.com:

    […] – Morre aos 50 anos o rei do pop Michael Jackson; […]

Comente