Kaká, entre o Milan e a seleção - Formigueiros.com
Formigueiros

Kaká, entre o Milan e a seleção

kaka

Há cerca de duas semanas, a imprensa nacional comenta, cotidianamente, o corte de Kaká da seleção brasileira. Seu veto foi devido a uma contusão que exigiu uma cirurgia no joelho do jogador, que resolveu fazê-la no período de recesso do seu clube.

O problema é que as férias do Milan são justamente no período das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo, num momento em que a seleção brasileira precisa de todo seu potencial para conseguir sua vaga.

E mais, o jogador também não foi liberado para jogar as Olimpíadas de Pequim, iniciando uma batalha jurídica entre a CBF e o clube italiano. O que acontece é que, por não ser uma competição organizada pela FIFA, o Milan não tem a obrigação legal de liberar seus jogadores com mais de 23 anos.

Sem meios para pressionar o clube, o técnico Dunga pôs na mão do atleta, a responsabilidade de reivindicar diretamente sua liberação. Foi isto que iniciou a crise entre os dois.

Se, por um lado, Dunga está errado em exigir do jogador que negocie algo que é da alçada da CBF, por outro lado, Kaká – ocupando o posto de melhor jogador do mundo – poderia Ter tido mais ânimo na negociação.

Tudo o que o atleta fez, até o momento, foi expressar sua vontade de estar presente nos jogos olímpicos. Para Dunga, isso não é o bastante. O técnico já vinha chateado desde a última Copa América, onde Kaká não atuou por ter pedido dispensa para férias em um momento-chave para nossa seleção. O grupo estava fragilizado pela ausência de alguns craques e Kaká emergia como um líder, pleiteando o cargo de capitão da equipe.

kaka

A cobrança de Dunga, apesar de “abusiva”, visa somente o bem da seleção brasileira. Esse é mesmo o estilo do treinador, desde o tempo em que atuava como volante do Brasil. O fato é que ele parece estar-se habituando ao discurso de jogadores como o atacante Robinho, para quem a seleção representa algo muito maior do que o clube onde atua.
Aspas para Robinho: “Olha, no momento, agora, estou pensando só na seleção. É claro que respeito meu clube, o Real Madrid, mas, agora, só estou pensando na seleção brasileira, no jogo contra a Argentina.”

Categorias: Esporte
Tags: ,
junho 18, 2008 | Por Thiago | Comente

Comente