Deu Frevo na Ilha - Formigueiros.com
Formigueiros

Deu Frevo na Ilha

Acabou: Sport Recife Bate Corinthians e conquista sua primeira Copa do Brasil.

Esta quarta-feira começou tensa. Desde cedo torcedores de Sport e Corinthians travavam uma verdadeira batalha por ingressos para assistir à final da Copa do Brasil na Ilha do Retiro. Motivo: A diretoria do Sport reteve os ingressos destinados aos torcedores do time adversário (que por lei tem direito a no mínimo 10% das entradas) vendendo a quantia irrisória de 950 bilhetes, desrespeitando o estatuto do torcedor e prejudicando o bom andamento do espetáculo. Foi necessário que houvesse uma intervenção do Governo do Estado de Pernambuco para que o clube emitisse mais 500 ingressos nas horas que antecederam a partida.

Quanto ao jogo, foi extremamente disputado e, como toda final, altamente pegado chegando mesmo a ficar truncado em muitos momentos. A Ilha do Retiro inteiramente lotada pressionava as duas equipes e, no primeiro tempo, a bola demorou para rolar com qualidade, o que só ocorreu de fato nos dois gols feitos – em um espaço de menos de cinco minutos entre eles – pelo time do Sport. O primeiro foi de Carlinhos bala que, depois de receber grande passe de Luciano Henrique, matou no peito e marcou levando a torcida recifense à loucura. Dois minutos depois, o próprio Luciano Henrique aproveitou a sobra do escanteio e bateu no meio do gol. A bola pegou um efeito estranho quicando no chão e enganando o goleiro Felipe que ainda teve a visão totalmente obstruída pelo corta luz involuntário de Enilton, que comemorou o gol como se fosse dele.
É importante lembrar que Enílton, herói da partida de São Paulo, não começou jogando e entrou somente aos 25 minutos da etapa inicial.

O segundo tempo trouxe uma mudança de postura muito clara ao Timão. A saída de Diogo Ricón e Carlos Alberto para a entrada de Lulinha e Acosta, deu uma nova cara à equipe que passou a ser mais ofensiva, criando e deixando criar, jogando e deixando jogar. O Sport, por sua vez, não se apequenou e partiu para a ofensiva tornando o jogo muito bom de se ver.

Em sua última substituição, o técnico Mano Meneses trocou Dentinho, já cansado e com dificuldades em uma partida tão pegada, por Wellington Saci. Esperava-se ânimo novo para o ataque corinthiano. Entretanto, o primeiro ato de Wellington em campo foi chutar Carlinhos Bala já caído e ser expulso, desfalcando o clube paulista e praticamente definindo a partida.

Ainda houve tempo para a expulsão de William e para a jogada mais polêmica da noite. Depois de uma série de chutes para o alto, a bola sobrou para Acosta que estava livre na entrada da área e avançou em direção ao gol driblando o goleiro Magrão que em seguida cometeu um pênalti tão claro quanto involuntário. A não marcação da penalidade pelo árbitro Alicio Pena Jr. levou a torcida corinthiana à loucura.
Mas não havia tempo para mais nada e o Leão do Recife sagrou-se, pela primeira vez em sua história, campeão da Copa do Brasil.

sport campeao

Ficha Técnica: Sport 2×0  Corinthians

Magrão, Diogo, Durval, Igor e Dutra; Daniel Paulista, Sandro Goiano, Kassio (Enílton) e Luciano Henrique (Éverton); Carlinhos Bala e Leandro Machado (Roger). Técnico: Nelsinho Baptista

 Felipe, Carlos Alberto (Lulinha), Chicão, William e André Santos; Fabinho, Eduardo Ramos, Alessandro e Diogo Rincón (Acosta); Dentinho (Wellignton Saci) e Herrera. Técnico: Mano Menezes

Gols: Carlinhos Bala, aos 34, e Luciano Henrique, aos 36 minutos do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Durval; Herrera. Cartões vermelhos: Wellington Saci e William.
Estádio: Ilha do Retiro. Data: 11/06/2008. Árbitro: Alício Pena Júnior (Fifa-MG). Auxiliares: Alessandro Matos (BA) e Milton dos Santos (RN).

Categorias: Esporte
Tags: , , ,
junho 12, 2008 | Por Thiago | Comente

Comente